Sua carteira vai ficar ainda mais vazia na Nova Economia

Com certeza é das mais complexas mudanças que nossa sociedade irá sofrer, pois envolve literalmente toda a cadeia de produção e consumo que sustenta a economia, mas é uma mudança inevitável. Além de trazer mais segurança e transparência, com ajustes técnicos e legais na questão da privacidade o dinheiro digital, seja no formato que for, irá prevalecer e o papel talvez se torne uma moeda exótica. É o dinheiro que faz o mundo rodar mesmo que a gente não o veja mais dentro das nossas carteiras.

Negócios Sociais dão muito dinheiro e mudam o mundo

Esse movimento sem nenhuma dúvida mostra como a nova economia não é apenas para quem tem acesso à tecnologia nem para apenas resolver um problema pontual. Os negócios sociais são talvez a sua vertente de maior impacto de transformação, atingindo a base da pirâmide social e refletindo esse impacto em toda a cadeia de relações que compõe a sociedade.

Três negócios disruptivos que resumem tudo

Disrupção é daquelas palavras que eram pouco usadas e que recentemente ganhou um protagonismo inédito pois coube como uma luva no novo ambiente de negócios viabilizados pela tecnologia. Ruptura e rompimento, que formam a base da sua definição, é o que muitas dessas novas empresas, produtos e serviços têm como objetivo. Além do lucro, claro.…

A Nova Economia e o Novo Consumo

Este é o segundo artigo da série sobre a Nova Economia que iniciamos aqui. Mudanças nas formas de consumo talvez tenham sido as mais importantes e percebíveis proporcionadas pela nova economia. O consumo permeia todas as outras áreas e não se restringe apenas às transações de compra ou venda – atividades que estão caindo em…

A Nova Economia e a Nova Sociedade

Espero que ao final dessa série de artigos a gente entenda que gerir a economia de uma casa, empresa ou país não é nada fácil e fica ainda mais difícil quando não se entende ou, pior, nega-se por ideologia ou incompetência ver que mudanças inevitáveis na economia estão acontecendo fora do nosso controle e que seus impactos serão ainda mais profundos quanto menos nos incluirmos e aproveitarmos esse momento único e intenso.

Revista Panora | Setembro 2015

Definitivamente a Nova Economia está deixando todo mundo atordoado. De taxistas contra o Uber a operadoras de celular contra o Whatsapp, fica claro que quem deitou em berço esplêndido achando que seu feudo estava garantido, teve que repensar sua posição e agir. Agir nesses casos significa pressionar o governo para manter intactas concessões que escolheram…

Assinatura e on-demand – velhos modelos, novos negócios

Dois dos modelos comercias mais usados na nova economia, há bastante tempo para falar a verdade, são as assinaturas recorrentes com renovação automática e as vendas on-demand. A economia é nova, mas os modelos que ela usa são bem antigos. Assinaturas têm dois tipos principais: Assinaturas tipo all-you-can-xxx são aquelas nas quais o cliente pode…

Revista Panora 5 – Julho 2015

A edição de julho inaugura não só o nosso novo nome e logo mas também um novo formato com os artigos completos além de boxes onde estarão os links compartilhados que publicamos na nossa página do Facebook. O leitor terá aqui então toda a informação produzida e curada por nós.

A economia do compartilhamento e a mobilidade urbana

Não é só lá fora que a economia do compartilhamento está rompendo paradigmas, inventando modelos comerciais e gerando renda. Aqui no Brasil também há diversas iniciativas bacanas nessa área que segundo a consultoria Pricewaterhouse & Coopers em 2025 vai movimentar US$ 335 bilhões globalmente. Uma delas é a Tripda, que viabiliza o compartilhamento de caronas,…

A nova economia da nova economia

O AirBnB é um dos ícones da nova economia. Viabilizando de forma simples e direta acomodações temporárias em mais de 34.000 cidades de 190 países, está avaliado em US$ 20 bilhões e mudou o mercado de hospedagem globalmente. Não só mudou a forma como viajantes buscam quartos como também criou um ecossistema de outras empresas…

Um computador de US$9. Nove. Dólares.

Fornecer hardware de qualidade e barato sempre foi um enorme desafio aceito por inúmeras empresas na história. Na maioria das vezes isso só era possível investindo muito dinheiro no desenvolvimento e produção para atingir algum enorme mercado potencial que tenha sido detectado. No mundo da tecnologia, com a velocidade com que a indústria evolui e…

Negócios disruptivos também na filantropia

A Give Directly transfere eletronicamente US$ 1.000 para famílias extremamente pobres selecionadas segundo um critério próprio baseado em dados públicos sobre pobreza. Isso equivale ao orçamento de um ano dessas famílias que em média vivem com US$ 0,65 por dia.

O Google e seus tecidos interativos

Você ainda vai ter uma roupa criada pelo Google.
Em mais uma iniciativa do Google longe do seu negócio principal, o Projeto Jacquard quer criar tecidos que sejam sensíveis a toque, gestos, temperatura, umidades, etc. usando as mesmas máquinas de tecelagem que hoje são usadas para fabricar os tecidos que vestimos e estofamos móveis.

Novas e velhas relações de trabalho depois do Uber

Novos modelos de negócios viabilizados pela tecnologia geram novas oportunidades profissionais e, se não resolvem um problema, pelo menos melhoram processos, economizam tempo e movimentam a economia. Mas isso vêm com um preço: a quebra de paradigmas e monopólios há muito tempo estabelecidos e a consequente insatisfação de quem os possuía. O Uber – serviço…

Serviços on-demand atingem novo patamar com a Magic

Serviços on-demand já não são mais novidade em grande cidades mas são sempre restritos a determinadas empresas e produtos. E se houvesse um serviço no qual o cliente pudesse pedir literalmente QUALQUER COISA e recebê-la na sua casa enviando apenas uma simples mensagem de texto? Parece mágica, e é. Conheça aqui a empresa que já…

Irão existir patrões e funcionários no futuro?

Enquanto no Brasil se discute a manutenção das relações de trabalho por meio de leis, o mercado pode estar indo na direção contrária liderado por um modelo de negócios, remuneração e responsabilidades mais flexível e com vínculos mais diretos. Mas qual seria a fórmula ideal para empregadores e funcionários, se é que essas duas posições…

O futuro é agora em matéria de veículos autônomos

Carros sem motoristas circulando pelas cidades não é mais o futuro. É o agora. Se sentiu bem mais velho de repente? Pois é. A nova sociedade é assim, implacável com o tempo. Quarenta carros como os da foto ao lado vão estar circulando pelas ruas de Milton Keynes na Inglaterra até o final do ano.