PanoraMix Especial Mídia e Propaganda

Toda a mídia e a propaganda estão passando por um longo momento de transformação. O que era analógico agora é digital, o que era de massa agora é personalizado, o que era escasso é abundante e o pior, o que era pago hoje é grátis, ou quase. E é aí onde mora a principal dor de cabeça dessas indústrias tão tradicionalistas. Elas detestam mudanças.

PanoraMix Especial | Energia

Nem só de economia compartilhada e tecnologia vive a Nova Economia. Novas fontes e novas formas de armazenamento de energia limpa têm sido motores da inovação. Juntos criam um ciclo virtuoso no qual a inovação alimenta o uso da energia, reduzindo o seu custo e viabilizando mais novos negócios e postos de trabalho. A PanoraMix Especial Energia mostra algumas dessas iniciativas, muitas ainda pouco acessíveis, mas que já causam impacto na economia.

PanoraMix #20

A vigésima edição da PanoraMix não poderia estar mais eclética. De Marx a Selena Gomez, todos têm algum papel na revolução que estamos vivendo. E o Spock já sabia de tudo. Não deixe de ler.

Sua carteira vai ficar ainda mais vazia na Nova Economia

Com certeza é das mais complexas mudanças que nossa sociedade irá sofrer, pois envolve literalmente toda a cadeia de produção e consumo que sustenta a economia, mas é uma mudança inevitável. Além de trazer mais segurança e transparência, com ajustes técnicos e legais na questão da privacidade o dinheiro digital, seja no formato que for, irá prevalecer e o papel talvez se torne uma moeda exótica. É o dinheiro que faz o mundo rodar mesmo que a gente não o veja mais dentro das nossas carteiras.

Negócios Sociais dão muito dinheiro e mudam o mundo

Esse movimento sem nenhuma dúvida mostra como a nova economia não é apenas para quem tem acesso à tecnologia nem para apenas resolver um problema pontual. Os negócios sociais são talvez a sua vertente de maior impacto de transformação, atingindo a base da pirâmide social e refletindo esse impacto em toda a cadeia de relações que compõe a sociedade.

Três negócios disruptivos que resumem tudo

Disrupção é daquelas palavras que eram pouco usadas e que recentemente ganhou um protagonismo inédito pois coube como uma luva no novo ambiente de negócios viabilizados pela tecnologia. Ruptura e rompimento, que formam a base da sua definição, é o que muitas dessas novas empresas, produtos e serviços têm como objetivo. Além do lucro, claro.…

Política e Dinheiro. Com quem está o Poder na Nova Economia?

Se há alguém que se sente muito prejudicado pelos impactos da Nova Economia é aquele governo que não cumpre o seu papel de líder incentivador, que deixa de perceber e atender ao novo cidadão e que prefere negar a inovação e manter feudos e concessões por razões políticas. Sem conseguir acompanhar as necessidades da nova sociedade e entendendo que a nova economia reduz a arrecadação de impostos, quando na verdade acontece o contrário, e consequentemente seu poder, legisladores muitas vezes escolhem proibi-la de exsitir ou funcionar a se apropriar dela e amplificar seus benefícios. Isso não acontece por desconhecimento sobre como funcionam os novos negócios, mas por puro medo de perder o poder e o controle sobre o dinheiro dos cidadãos e trabalhadores.

A Nova Economia e o Novo Consumo

Este é o segundo artigo da série sobre a Nova Economia que iniciamos aqui. Mudanças nas formas de consumo talvez tenham sido as mais importantes e percebíveis proporcionadas pela nova economia. O consumo permeia todas as outras áreas e não se restringe apenas às transações de compra ou venda – atividades que estão caindo em…

A Nova Economia e a Nova Sociedade

Espero que ao final dessa série de artigos a gente entenda que gerir a economia de uma casa, empresa ou país não é nada fácil e fica ainda mais difícil quando não se entende ou, pior, nega-se por ideologia ou incompetência ver que mudanças inevitáveis na economia estão acontecendo fora do nosso controle e que seus impactos serão ainda mais profundos quanto menos nos incluirmos e aproveitarmos esse momento único e intenso.

Revista Panora | Setembro 2015

Definitivamente a Nova Economia está deixando todo mundo atordoado. De taxistas contra o Uber a operadoras de celular contra o Whatsapp, fica claro que quem deitou em berço esplêndido achando que seu feudo estava garantido, teve que repensar sua posição e agir. Agir nesses casos significa pressionar o governo para manter intactas concessões que escolheram…

[Quartas de Impacto] Social Bonds remuneram o investidor de acordo com o impacto social causado pelo projeto

A participação direta de empresas e pessoas nas políticas e investimentos públicos tem tido um enorme crescimento não só pelo uso da tecnologia que torna tudo muito mais transparente, mas também pela criatividade do mercado que busca novas formas de negócios que causem impacto social e ao mesmo tempo justifiquem com lucro o investimento feito. Todos ganham.

Salário mínimo “alto” gera desemprego

Os recentes aumentos reais no salário mínimo em alguns estados americanos está acelerando a adoção se sistemas automatizados e robóticos em atividades nas quais esse podem ser mais eficientes, baratos e rentáveis. Os primeiros a serem substituídos serão aqueles que trabalham em funções repetitivas e sem necessidade de especialização e nas cozinhas de fast-foods como…

Tecnologia criou mais empregos do que destruiu em 140 anos

Enquanto atividades perigosas, repetitivas e sem necessidade de especialização declinaram, substituídas por máquinas como na agricultura por exemplo, outras áreas mais criativas, de negócios, cuidados pessoais e tecnologia cresceram muito a demanda por mão de obra. Mão de obra que não pode, ainda, ser substituída por robôs.

Assinatura e on-demand – velhos modelos, novos negócios

Dois dos modelos comercias mais usados na nova economia, há bastante tempo para falar a verdade, são as assinaturas recorrentes com renovação automática e as vendas on-demand. A economia é nova, mas os modelos que ela usa são bem antigos. Assinaturas têm dois tipos principais: Assinaturas tipo all-you-can-xxx são aquelas nas quais o cliente pode…

Revista Panora 5 – Julho 2015

A edição de julho inaugura não só o nosso novo nome e logo mas também um novo formato com os artigos completos além de boxes onde estarão os links compartilhados que publicamos na nossa página do Facebook. O leitor terá aqui então toda a informação produzida e curada por nós.

Ter carro vai ser um hobby

Duas tendências de mercado, carros autônomos e a economia do compartilhamento que estamos acompanhando aqui, aliadas a outra conduzida pela sociedade, a migração da população em direção às cidades, vão mudar completamente nossa percepção de propriedade de veículos e o transporte individual nos centros urbanos.

A economia do compartilhamento e a mobilidade urbana

Não é só lá fora que a economia do compartilhamento está rompendo paradigmas, inventando modelos comerciais e gerando renda. Aqui no Brasil também há diversas iniciativas bacanas nessa área que segundo a consultoria Pricewaterhouse & Coopers em 2025 vai movimentar US$ 335 bilhões globalmente. Uma delas é a Tripda, que viabiliza o compartilhamento de caronas,…

Falta de educação rima com recessão

Educação é um tema recorrente aqui, pois acreditamos que não há nova sociedade sem uma nova educação. E isso não vale só para o Brasil. Com raras exceções todos os países podem melhorar seus sistemas educacionais para atender não só uma demanda crescente mas principalmente para se atualizar com o mercado. A Organização para a Cooperação…

A nova economia da nova economia

O AirBnB é um dos ícones da nova economia. Viabilizando de forma simples e direta acomodações temporárias em mais de 34.000 cidades de 190 países, está avaliado em US$ 20 bilhões e mudou o mercado de hospedagem globalmente. Não só mudou a forma como viajantes buscam quartos como também criou um ecossistema de outras empresas…

Negócios disruptivos também na filantropia

A Give Directly transfere eletronicamente US$ 1.000 para famílias extremamente pobres selecionadas segundo um critério próprio baseado em dados públicos sobre pobreza. Isso equivale ao orçamento de um ano dessas famílias que em média vivem com US$ 0,65 por dia.

Fazendas urbanas

Alimentar o mundo não é uma tarefa fácil. São 7 bilhões de pessoas que precisam comer alguma coisa todos os dias. E o desafio não é apenas o de produzir alimentos para todos, mas também o de distribuir globalmente, principalmente produtos básicos como trigo, milho e soja que formam a base de inúmeros outros produtos alimentícios.…

Economia mundial ruma em direção ao oriente

A consultoria McKinsey tomou o centro geográfico de cada país e, a cada ano indicado no mapa, utilizou estimativas do produto interno bruto daquele país para encontrar o centro econômico aproximado de massa do mundo e como ele mudou ao longo do tempo.

Irão existir patrões e funcionários no futuro?

Enquanto no Brasil se discute a manutenção das relações de trabalho por meio de leis, o mercado pode estar indo na direção contrária liderado por um modelo de negócios, remuneração e responsabilidades mais flexível e com vínculos mais diretos. Mas qual seria a fórmula ideal para empregadores e funcionários, se é que essas duas posições…