PanoraMix#33 | Os novos novos negócios

PMix#33

PanoraMix é minha curadoria semanal com artigos e análises sobre como  a transformação digital está impactando negócios e sociedade.

Cadastre-se para receber semanalmente por email. É grátis 🙂

Cadastre-se para receber a PanoraMix semanalmente


Carro elétrico com combustível grátis

negócios | energia

Uma das coisas que mais gosto ao acompanhar a nova economia é a quantidade de oportunidades que ela abre para quem está de olho. Empresas como Uber e AirBnB acabaram criando ao seu redor um ecossistema de negócios que complementam, ampliam e melhoram a experiência de clientes e parceiros. Falei sobre isso em um post ainda em 2015 e na PanoraMix#28 . Esse movimento acaba corroborando o que repito por aqui: os empregos destruídos pela automação e pelas novas relações de trabalho estão sendo recriados em outras áreas, muitas delas que não existiam até agora.

Um dos exemplos mais bacanas que vi ultimamente de novos negócios criados ao redor de outros novos negócios é uma parceria da Nissan com a Ovo, uma nova distribuidora de energia elétrica inglesa.

A proposta de valor oferecida pelas empresas irá permitir que proprietários de alguns modelos de veículos elétricos da montadora aluguem parte das baterias dos seus carros para a distribuidora guardar energia excedente, que depois é devolvida à rede em horários de pico. O dono do carro estabelece um mínimo de carga na bateria do seu carro, aquele necessário para seu uso diário, e cede o resto para a distribuidora usar sempre que o veículo estiver conectado na rede. Claro que a distribuidora remunera o dono do veículo pelo aluguel da bateria o que pode eventualmente até cobrir integralmente seu consumo elétrico anual.

Carros elétricos com “combustível” grátis…Leia mais detalhes desse modelo de negócios que, como não é inteiramente novo no seu conceito, confirma que velhos modelos, quando bons, são ainda melhores na nova economia.

TV como nunca, métricas de sempre

tv

Repito sempre aqui que a TV como conhecemos nunca mais será como antes, e alguns gráficos vêm para confirmar que, apesar de ainda lenta, a mudança de hábitos do consumidor de TV aliada a uma série de desenvolvimentos tecnológicos e comerciais está transformando o computador e o smartphone em TV e a TV em uma interface que até agora só existia em computadores e smartphones. A matéria da Digidayconfirma essa tendência com os gráficos abaixo.


Mas as grandes empresas de tecnologia – Facebook, Amazon, Google… – que vêm investindo fortemente em vídeo e são responsáveis por essas mudanças, estão com pressa de monetizar suas iniciativas, leia-se fazer migrar as verbas publicitárias da TV para suas novas plataformas. Essa pressa, intencionalmente ou não, faz com que elas adotem métricas que fazem sentido para a propaganda, mas não fazem sentido no universo da TV online.

Usando o exemplo da recente transmissão de jogos da NFL pela Amazon, a The Drum mostra que, ao contrário de modelos comerciais antigos que são usados em novíssimos negócios, algumas práticas comumente aceitas pelo mercado têm que ser atualizadas na oferta de novos produtos, principalmente aquelas que definem seu sucesso ou fracasso.


Quer levar esse conteúdo para ser discutido na sua empresa, escola ou grupo?

panoramix@panora.com.br


Móveis e fazendas, tudo a ver

alimentação | negócios

Nem só os novos negócios se beneficiam de novíssimos negócios. Para quem está de olho, velhos negócios têm o dever de se beneficiar também e uma das empresas que melhor tem navegado nessas oportunidades é a Ikea.

Depois de lançar linhas de carregadores sem fio embutidos em mesas e lâmpadas inteligentes, a empresa de móveis sueca vai agora atrás da nova agricultura.

Primeiro começou a vender pequenos kits para cultivo caseiro, agora uma loja da rede está servindo de laboratório para verdadeiras fazendas hidropônicas indoor onde o sol é substituído por iluminação artificial, consomem 90% menos água e produzem 3x mais do que o cultivo tradicional. A produção da fazendo foi oferecida como saladas diversas aos clientes da loja.

A Ikea já é famosa pela qualidade dos restaurantes das suas megalojas e agora quer também fornecer alimentos frescos e saudáveis cultivados localmente aos seus consumidores.

Ao lado dos carros elétricos e energia solar, fazenda indoor são as novas tecnologias que mais tem gerado novos negócios pelo mundo.

Google quer que você esqueça que ele existe

sociedade | tecnologia

Impossível você não ter ouvido falar dos lançamentos de produtos que o Google fez semana passada. De câmeras de lapela aos já onipresentes assistentes pessoais para a casa, passando por um par de smartphones high end, fica evidente a intenção de criar dispositivos que nos acompanhem o tempo todo, que registrem todos os nossos passos, não no sentido literal do termo. Ficou evidente também que o design, cores e materiais desses novos dispositivos visa fazê-los desaparecerem da paisagem. O Google parece querer fazer que a gente esqueça que ele existe, que usar seus serviços seja tão natural como chegar em casa e acender a luz.


Mas entre os produtos lançados semana passada há um que se destaca com uma funcionalidade que algumas vezes já mencionei aqui em outros produtos: um fone de ouvido sem fio que, além das funções esperadas de qualquer fone conectado a um celular, é capaz de ouvir e traduzir de/para quarenta idiomas em tempo quase real.

Apesar de não ser uma grande novidade pois há diversas iniciativas e produtos de diversas empresas que fazem praticamente o mesmo, quando o Google – ou a Apple, Facebook, Amazon… – colocam isso na sua oferta, quase sempre é sinal de caminho sem volta, idioma vai deixar de ser barreira. O que não quer dizer que a humanidade vai se entender melhor, isso é outro assunto.

Assista ao vídeo de lançamento do Pixel Bud com uma conversa em dois idiomas e leia mais sobre o produto no Nexo.

Camadas de tempo na música ao vivo

música

Saber aproveitar o que a tecnologia traz de melhor não é difícil. Difícil é aproveitar seus defeitos para criar algo rico e diferente.

A banda irlandesa The Academic aproveitou o delay existente entre o ao vivo de verdade e o live do Facebook e fez um clipe diferente de tudo o que você já viu antes. As camadas de tempo e imagem se superpõem fazendo a música surgir. É sensacional, assista abaixo.

PanoraMix é minha curadoria semanal com artigos e análises sobre como  a transformação digital está impactando negócios e sociedade.

Cadastre-se para receber semanalmente por email. É grátis 🙂

Cadastre-se para receber a PanoraMix semanalmente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s