PanoraMix#27 | O que nos diferencia das máquinas?

Como nos diferenciarmos das máquinas

tecnologia | sociedade | educação

Falo bastante aqui sobre a imparável substituição de mão de obra humana por robôs, automação e inteligência artificial. Sobre como atividades e tarefas repetitivas e que não exijam criatividade estão sendo assumidas por máquinas, interfaces e sistemas que são mais eficientes, baratos e rápidos do que nós humanos.

Também temos visto que esses empregos perdidos para as máquinas estão sendo substituídos por outras atividades que elas ainda não fazem ou que, como mostra essa matéria da The Economist, são atividades necessárias para que essas máquinas, sistemas e interfaces existam e sejam cada vez melhores.

Na verdade, o tipo de tecnologia inteligente que vêm assumindo essas atividades não só não existiria sem o suporte humano como não conseguirá evoluir, melhorar, ser mais abrangente e eficiente sem nossa ajuda em tarefas bem básicas.

Resumindo: a tecnologia precisa cada vez mais de humanos pavimentando o caminho para ela evoluir exatamente porque os humanos iremos demandar cada vez mais dela. É um loop que só vai se quebrar em um futuro ainda distante, quando máquinas aprenderem sozinhas e nosso nível de exigência com elas atenda todas as nossas necessidades.

Alguns exemplos dessas novas atividades humanas que existem em simbiose cada vez maior com máquinas e sistemas estão na imagem abaixo e possuem prazo indeterminado, mas definitivamente limitado de validade.

O que não tem prazo de validade e capacita o ser humano a ser diferente das máquinas são conhecimentos e habilidades genéricas. O World Economic Forum listou quais serão essas habilidades em 2020:

  1. Solução de problemas complexos
  2. Pensamento crítico
  3. Criatividade
  4. Gerenciamento de pessoas
  5. Coordenação multidisciplinar
  6. Inteligência emocional
  7. Análise e tomada de decisões
  8. Orientação a serviços
  9. Negociação
  10. Flexibilidade cognitiva

Nenhuma dessas habilidades pode ser ensinada isoladamente e exigem prática. Por isso algumas universidades já estão oferecendo a possibilidade de seus alunos se exercitarem nesses temas aplicando-os de forma combinada e vertical aos seus estudos regulares.

Já foi o tempo em que habilidades como as citadas acima eram oferecidas e exigidas apenas dos líderes, hoje são necessárias independentemente de posição hierárquica ou área de trabalho.

Mas na minha opinião essas universidades consideradas mais atualizadas com as necessidades do novo mercado de trabalho estão apenas tapando um buraco que é do ensino médio. Habilidades como essas deveriam fazer parte do currículo das escolas desde o primário, pois além de fundamentais para a vida e cada vez mais necessárias no trabalho, podem ser diariamente aprimoradas no uso cotidiano. Exatamente como as máquinas dotadas de inteligência artificial estão aprendendo a fazer.


PanoraMix é minha curadoria semanal com artigos e análises sobre como  a transformação digital está impactando negócios e sociedade.

Cadastre-se para receber semanalmente por email. É grátis 🙂

Cadastre-se para receber a PanoraMix semanalmente


As cinco área mais afetadas pela IA

tecnologia | negócios

Com um horizonte um pouco mais longe do que o do Fórum Econômico Mundial, a revista Inc. listou cinco áreas que mais rápida e fortemente serão impactadas pela inteligência artificial. Já falamos bastante sobre elas aqui:

Saúde –  Big data, IA e robôs estão ajudando médicos e hospitais nas suas necessidades burocráticas do dia a dia, deixando mais tempo para pesquisas e atendimento pessoal e personalizado.

Marketing – Automação do marketing online é uma realidade e área fértil para novas empresas cada vez mais especializadas em ganhar a atenção dos consumidores no ambiente online mega fragmentado onde vivemos.

Lifestyle – Interações verbais com assistentes virtuais como Google Now e Siri estão mudando nosso estilo de vida e a forma de nos relacionar com empresas e serviços e serão cada vez mais comuns.

Transporte – veículos autônomos e sistemas de compartilhamento precisam de IA para obter máxima eficiência e assim se tornarem uma realidade de fato em pouco tempo.

Finanças – Desde combate à fraudes até análise de investimentos, a inteligência artificial na área de finanças só pode ser parada por aspectos regulatórios e de privacidade.


Quer levar esse conteúdo para ser discutido na sua empresa, escola ou grupo?

panoramix@panora.com.br


O limbo de jornais e seus leitores

mídia | negócios

Que a mídia em geral anda num limbo entre o online e o offline, todo mundo já percebeu, mas segundo o Poynter, instituto americano de apoio ao jornalismo, esse limbo está também tragando o leitor.

Recentemente duas matérias mostraram que ao mesmo tempo que o leitor está disposto a pagar para ter acesso à notícias e demanda cada vez mais conteúdo local, o jornalismo hiperlocal não tem conseguido sobreviver.

Encontrar o equilíbrio entre demandas e expectativas de leitores e anunciantes, sem nunca abrir mão da qualidade editorial, é o principal desafio na mídia para conseguir sobreviver.

Para piorar a situação, por aqui foi um semestre negro para a grande mídia impressa/digital que viu sua circulação e o número de assinantes digitais caírem. (Fonte: IVC/Poder360)20604270_10211489889697747_1889714760323626383_n

Fashion designer digital

negócios | IA

A Amazon desenvolveu um algoritmo que pode desenhar roupas a partir da análise de diversas imagens para copiar o estilo e depois aplicá-lo a novos itens gerados a partir do zero. Usando inteligência artificial, claro.

A ideia da gigante do varejo online, que vem investindo fortemente na área de vestuário, é deixar as máquinas olhando imagens no Instagram, Pinterest e outros sites de referência, identificando padrões e tendências de moda. A partir de aí alimentar sistemas capazes de desenhar peças de roupa que atendam imediatamente a essa demanda para serem oferecidas online.

Como você leu na PanoraMix #11, a Amazon recentemente  patenteou um processo de fabricação de roupas sob demanda que corta e costura cada peça de acordo com as medidas do comprador depois que ele faz o pedido. Já há aplicativos que usando a câmera do celular tiram as medidas do corpo do cliente com alguma precisão.

Peças únicas em escala industrial, alinhadas com a moda, pedidas com um clique e entregues grátis na sua casa em poucos dias. Por um drone.

Agora transfira essa tecnologia de inteligência para comida, livros, filmes, música…

Agritech

tecnologia | economia | alimentação

Falando em comida e tecnologia, você também já sabe que agritech é uma das áreas que mais têm chamado a atenção de investidores pelo mundo. De sistemas de plantio urbano hiperlocal, a soluções de distribuição de grãos em larga escala, a tecnologia está se tornando grande responsável por viabilizar a alimentação dos habitantes desse planeta.

Forbes listou as 25 mais inovadoras startups de tecnologias para agricultura e faz um resumo das soluções de cada empresa e o aporte que recebeu. É muito impressionante.

Calvin e a tecnologia

cartoon

Quadrinhos e desenhos animados como Os Simpsons e South Park são pródigos em analisar o presente e antecipar o futuro, mas o Calvin é o mais prático e objetivo em aproveitar o melhor que a tecnologia tem a nos oferecer: tempo livre.

– Com a velocidade dos avanços tecnológicos, proponho que a gente deixe a matemática para as máquinas e vá brincar lá fora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s