PanoraMix#07

Semana cheia nessa sétima edição da PanoraMix:

Proibição do Über, Gazeta do Povo sem papel, bitcoin no IRPF, Rosie, Billie e muito mais.

Depois me conta o que você achou.

Ainda não é assinante? Pfffffff. Clica aqui e receba no seu email um dia antes de ser publicada no site.

Abs,
Paco Torras


TRABALHO E PODER

Über | Nova Economia | Política | Trabalho

Um dos assuntos mais comentados da semana passada foi a aprovação pela câmara dos deputados de uma lei que ao mesmo tempo que permite o funcionamento, praticamente transforma serviços como o Uber e Cabify em táxis comuns.

O gráfico ao lado mostra a quantidade de dinheiro novo que entrou na economia de São Francisco através do Uber, Lyft e similares sem praticamente nenhum prejuízo aos taxistas. Foram US$ 150 milhões em 2013.

Segundo estimativas, aplicativos de transporte movimentam no Rio e em São Paulo cerca de R$ 3 milhões por dia.

Essa decisão do nosso congresso mostra quanto os deputados estão descolados da atualização necessária das relações de trabalho que irão acontecer à revelia deles.  Já a reação pública contrária à decisão através das redes sociais, mostra também o desalinhamento com as demandas e necessidades dos cidadãos e como nosso congresso tampouco percebe a mudança no eixo do poder que a tecnologia tem viabilizado.

Leia meus artigos sobre como o trabalho mudou, e como nossos governantes e alguns empresários ainda não perceberam isso para você entender o tamanho do buraco onde nossos deputados estão nos enterrando.


TOMADA DE PODER SEM GOLPE

Transparência | Poder

Duas iniciativas brasileiras no sentido de tornar governantes e legisladores mais transparentes e consequentemente menos poderosos, nem que seja na marra, confirmam que estamos num caminho sem volta.

O site Datapedia se propõe a coletar, organizar, traduzir e disseminar dados públicos de todo o Brasil. Informações econômicas, geográficas e sociais são apresentadas para cada município brasileiro numa interface limpa a direta, com gráficos de tempo de acordo com os dados disponíveis. Faça sua pesquisa aqui. Além disso, os idealizadores também oferecem serviços de análise de dados, palestras e oficinas que ajudam cidadãos e gestores públicos a entender e agir sobre suas cidades.

Rosie

Viabilizado por uma vaquinha que arrecadou R$ 80.000, o robô Rosie verifica se os reembolsos de despesas lançadas pelos deputados federais são consistentes com a realidade e aponta casos nos quais isso parece não acontecer. Sempre utilizando dados públicos, a ferramenta cruza informações diversas atrás de irregularidades. O trabalho para ensinar as máquinas a identificar possíveis inconsistências é feito principalmente por sete especialistas que contam com ajuda de mais de 180 voluntários pelo mundo.

Com uma nota fiscal do almoço de um deputado, o sistema verifica se o restaurante realmente existe e pode verificar, por exemplo, se é de algum parente dele. Pelo menos 629 casos foram flagrados utilizando a tecnologia do Rosie pela Operação Serenata de Amor – não me perguntem de onde veio esse nome – e R$ 378.000 contestados.



QUEM PRECISA DE NEURÔNIOS?

Wearables | Cyborgs | Trabalho

Depois de criar PayPal, Tesla, Solar City, Space X e Hyperloop, entre outras empresas revolucionárias, o sul-africano Elon Musk acaba de lançar-se mais um desafio: fazer um upgrade do nosso cérebro conectando-o a um computador.

A Neuralink pretende viabilizar o implante de eletrodos no cérebro – coisa que hoje só é feita como última opção devido ao risco e complexidade da operação – tornando-o capaz de aumentar o nível cognitivo e assim nos tornar mais competitivos frente à inteligência artificial que vai assumir várias funções hoje exclusivas de nós, humanos.

Resumindo: precisaremos nos conectar a computadores para aumentar a competitividade frente a esses mesmos computadores. A The Verge tem mais detalhes, que não são muitos.

Entre o anel e a luva, fique com os dois

Menos arriscados e obviamente menos megalomaníacos, são os implantes que uma empresa sueca está oferecendo desde 2015 aos seus funcionários. Com um chip implantado na mão, eles poderão abrir portas e usar serviços que de outra maneira precisariam de um obsoleto crachá.

Claro que em breve o chip vai poder fazer pagamentos, medir funções corporais e se comunicar com outras máquinas mais elaboradas do que fechaduras e fotocopiadoras. À nossa revelia. Veja como funciona e o que os funcionários pensam disso, nesse vídeo aqui.


SOL GERA TRABALHO E ENERGIA

Energia | Trabalho

Já que falamos nas mudanças no trabalho na primeira nota, um relatório do departamento de energia dos EUA aponta que ano passado a indústria da energia solar empregou mais gente do que as indústrias de óleo, carvão e gás somadas.

O enorme aumento no rendimento das placas solares e a diminuição dos seus custos tornaram a energia fotovoltaica a mais barata forma de geração de eletricidade disponível no mercado americano. Mais barata até do que vento.

Além de mais limpas e mais baratas, energias renováveis geram mais empregos do que as fósseis. Por essa o Trump não esperava.


P2P AJUDA A ECONOMIA LONGE DOS BANCOS E GOVERNO

Dinheiro

Como já mostramos algumas vezes no Panora, a tecnologia tem viabilizado uma enorme mudança na forma como investimos e usamos nosso dinheiro. Não só na área de pagamentos, mas também com os empréstimos, várias iniciativas longe dos bancos, com menor custo, maior rentabilidade e também maior risco, tem agradado investidores e empresas, são os empréstimos P2P ou empréstimo colaborativo.

O que há tempos é uma realidade lá fora, cresceu bastante por aqui por conta do alto custo do dinheiro oferecido pelos bancos. Empresas nacionais como a Broota, Biva e Nexoos, conectam empresas e investidores utilizando fortemente a análise de dados para viabilizar investimentos que agradam as duas pontas. O O Globo fez uma ótima matéria que mostra como anda esse mercado por aqui.


LEÃO TAMBÉM MORDE BITCOIN

Dinheiro

Criado em 2009 por um obscuro grupo chamado Satoshi Nakamoto, Bitcoin não é exatamente uma moeda digital embora se comporte como tal. É todo um sistema P2P de transações digitais, no qual uma das suas partes é a moeda Bitcoin. A outra parte é o Blockchain. Esse sistema funciona à margem do mundo bancário e de governos, sendo por isso mesmo independente de questões econômicas e políticas locais e uma opção para transações ilegais. Leia mais sobre essa moeda que já deixou de ser virtual aqui.

Não é porque se trata de um sistema descentralizado, que o nosso leão não vai querer dar sua mordida real no seu dinheirinho digital. A Receita Federal incluiu o Bitcoin nas instruções do Imposto de Renda de 2017, cujo prazo de entrega termina no próximo dia 28. E caso você não tenha declarado os ganhos com bitcoin nos últimos cinco anos, precisa pagar o imposto com multa e juros. Pois é.


AGORA NINGUÉM SEGURA

Mídia | Telas

Um assunto da nossa primeira PanoraMix evoluiu rápido na semana passada. O Youtube anunciou oficialmente a disponibilidade do seu serviço de streaming ao vivo com a programação de mais de 50 canais de TVs abertas. Disponível por US$ 35 mensais, por enquanto em apenas algumas grandes cidades americanas, é só mais um dos sinais de que a TV como a conhecemos vai deixar de existir.

Outro sinal foi dado pela Amazon que acaba de assinar um contrato com a NFL para transmitir dez partidas da liga de futebol americano via streaming aos 60 milhões de assinantes do seu mais do que bem-sucedido Amazon Prime no mundo todo. Vou repetir: o acordo vale para o mundo todo. Esporte na TV da sala sem concessões governamentais nem acordos de direitos de transmissão locais. Talvez esse seja o fato mais importante do negócio.

Especialistas dizem que será a transmissão ao vivo de eventos esportivos pela web que definirá a ruptura no modelo tradicional de TV iniciada por empresas como a Netflix. E ruptura é com a Amazon mesmo.


INFORMAÇÃO ONDE O POVO ESTÁ

Mídia | Jornais

Num movimento planejado e alinhado editorial e financeiramente com as novas formas de consumo de conteúdo, a Gazeta do Povo, principal jornal do Paraná, vai extinguir em 31 de maio sua edição diária em papel e passar a publicar apenas na web e no seu aplicativo próprio, além de uma edição impressa nos finais de semana com artigos e análises mais profundas.

Entendendo que o consumo de notícias agora acontece em tempo real e que o papel de veículos de notícias tradicionais é manter seu leitor bem informado 24hs por dia, a Gazeta do Povo investiu cerca de R$ 23 milhões em tecnologia, contratou jornalistas de renome como âncoras e renovou seu app para oferecer três edições diárias com as notícias mais importantes do momento, seus desdobramentos e análises.

Diferentemente do que fez a Folha de São Paulo na semana passada, quando reforçou seu compromisso com o papel como mídia para manter seu leitor informado, a nova Gazeta do Povo parece mais arrojada e em sintonia com diversos outras iniciativas que temos acompanhado pelo mundo. Talvez seu tamanho e o alcance mais regional permitam esse movimento mais ágil do que aqueles que vemos em veículos maiores no Brasil.


BILLIE

Se estivesse viva, Billie Holiday teria completado 102 anos semana passada. Voz e interpretações únicas movidas a muita dor, álcool e drogas. Blue Moon com Lester Young no sax é apenas uma delas. Duvido vocês escutarem sem marcar o ritmo com o pé.


Obrigado por assinar minha newsletter. Se você gostou do conteúdo que escolhi essa semana, encaminhe aos seus amigos.

Ainda não é assinante? Pfffffff. Clica aqui e receba no seu email um dia antes de ser publicada no site.

Quais assuntos você gostaria de ver aqui? Mande um email para panoramix@panora.com.br com suas sugestões.

Leia as ediçoes anteriores da Panoramix clicando aqui.

Abraço,
Paco Torras

2 comentários sobre “PanoraMix#07

  1. Pingback: PanoraMix#08 | Paco Torras | PANORA

  2. Pingback: PanoraMix #14 | Paco Torras | PANORA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s