Itaú vai fechar 50% das agências para crescer e atender melhor pelo digital

Os bancos nunca mais serão como nós os conhecemos hoje. Com a ampliação e fragmentação de meios de pagamento digitais – PayPal, Google Wallet, Apple Pay, Square, etc. – e a imparável desintermediação financeira viabilizada por plataformas de crowdfunding e empréstimos P2P, a concorrência, mesmo para os gigantes bancários, não pode ser desprezada. E o Itaú está de olho nela e se preparando para um futuro próximo no qual pretende em dez anos ter metade das agências que tem hoje, ampliando os canais digitais que vão gerar mais receitas, atender melhor o cliente e serem mais eficientes do que as atuais agências físicas. E os números comprovam isso.

No primeiro semestre de 2015, 36% do resultado da área de varejo do Itaú veio das plataformas mobile e internet, um crescimento de mais de 400% em apenas três anos. No mesmo período os gerentes do banco geraram quase 50% menos receita. Esses são apenas alguns dados que suportam a estratégia do banco em trocar a presença física pela digital nos próximos anos.


VOCÊ JÁ ASSINA NOSSA NEWSLETTER SEMANAL COM UMA CURADORIA SOBRE OS ASSUNTOS MAIS RELEVANTES DA TRANSFORMAÇÃO DIGITAL PELA QUAL ESTAMOS PASSANDO? NÃO?

ASSINE CLICANDO AQUI


Esse planejamento começou quinze anos atrás quando o banco incorporou de vez a internet na sua comunicação. Para o Itaú, as suas agência digitais são mais do que apenas internet banking, nelas o cliente pode falar com um gerente por diversos canais sem ter que se deslocar. Além disso o gerente terá acesso a uma quantidade enorme de ferramentas e informações que o banco passou a estruturar para apoiar integralmente essa iniciativa. Segundo o banco, a rentabilidade da agência digital é 10 vezes superior ao da agência física.

Itaú digital

Outros dados da digitalização do cliente Itaú:

  • Em 2008, 74% das transações no banco eram feitas por canais tradicionais, hoje apenas 36%.
  • A quantidade de transações mais do que dobrou nesse período.
  • O caixa eletrônico, que recebia 43% das transações, hoje é responsável por apenas 21% delas.

A estratégia do Itaú não é uma aposta, está baseada em profundos estudos e análises do comportamento do cliente e apoiada em um grande e constante investimento em tecnologia. Quem sabe não estamos vendo o embrião do primeiro grande banco 100% digital?

Fonte: Geraldo Samor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s