Über e Whatsapp desnorteiam profissionais e governantes

Duas notícias recentes que até podem parecer desconexas mostram como a nossa sociedade está despreparada para lidar com novas relações trabalhistas, profissionais e até sociais. O impacto que aplicativos como o Whatsapp e negócios disruptivos como o Über está deixando muita gente desnorteada.

Vai ter morte. Na primeira notícia o presidente de um sindicato de taxistas de São Paulo disse a uma comissão de deputados federais que “vai ter morte” caso o aplicativo Uber seja autorizado a existir no seus estado. Que não será possível “conter a categoria” e evitar que a disputa por passageiros resulte em violência.

O desespero do representante do sindicato pela manutenção da sua reserva de mercado defendendo a simples proibição de um serviço concorrente até com ameaças de morte, mostra não só o despreparo para lidar com a situação como o descaso com o consumidor que recorre ao Uber somente porque não é atendido com qualidade e eficiência pelos táxis disponíveis. Iniciativas como o Uber só existem porque alguma coisa não está funcionando bem, não está atendendo às necessidades do mercado e alguém viu uma oportunidade de resolver esses problemas.

Os sindicatos dos taxistas, como qualquer outra representação de classe deveria ser o primeiro a observar as mudanças no mercado e atualizar seus produtos e serviços a elas. Mas o que acontece é o contrário, concessões, reservas de mercado, feudos e prerrogativas parecem ter o único objetivo de garantir que nunca nada vai mudar.

Leia aqui a notícia na Folha de São Paulo. Leia também os comentários para ver como temos uma população esclarecida e extremamente insatisfeita com o serviço de táxis de SP, coisa que o sindicato parece não ver.

Whatsapp aqui não. A outra notícia, essa bem mais amena, foi a do prefeito de Cabo Frio no Rio de Janeiro que sem medo de ser ridículo e usando um post no Facebook, proibiu que seus secretários participem de grupos no Whatsapp que não sejam os da prefeitura onde trabalham. Segundo o post, quem quiser permanecer nesses grupos “proibidos” deve pedir demissão do cargo. Parece ser que a justificativa é que informações confidenciais estavam sendo distribuídas por esses grupos.

Aqui se trata menos de desespero e mais de total despreparo para entender e lidar com novas formas de comunicação e relacionamento social. Achar que proibir o uso de um aplicativo vai resolver o problema do vazamento de informações confirma a completa miopia do governante que também contratou assessores nos quais não confia.

Não são só sindicatos e governantes que estão desnorteados, consumidores também. Recentemente um grupo de mulheres fez um abaixo assinado contra um aplicativo de táxis pois um motoristas andavam assediando passageiras pelo telefone. Como se o aplicativo fosse responsável pelo comportamento dos taxistas.

O fato é que tanto negócios disruptivos como o Uber como o uso de aplicativos de comunicação pessoal como o Whatsapp confundem demais a cabeça de quem não está ligado no que acontece ao seu redor. As mudanças na sociedade iniciadas por essas e outras empresas já estão acontecendo gostem ou não consumidores, prefeitos, sindicatos e deputados.

Se eles ao menos lessem o Panora, não pagariam tanto mico.

5 comentários sobre “Über e Whatsapp desnorteiam profissionais e governantes

  1. Pingback: São Paulo na idade média em materia de legislação para o transporte público | Panora

  2. Pingback: Política e Dinheiro. Onde está o poder na Nova Economia? | Panora

  3. Pingback: 7 | Três negócios disruptivos que você precisa entender | Panora

  4. Pingback: 6 | Três negócios disruptivos que resumem tudo | Panora

  5. Pingback: PanoraMix#07 | Paco Torras | PANORA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s