Ford, Daimler e o compartilhamento de veículos: se não se pode vencê-los, junte-se a eles

A gente já discutiu aqui sobre a Amazon produzindo séries de TV, o Google fabricando carros autônomos, Audi fazendo combustíveis e outros exemplos de empresas que investem em mercados nos quais têm pouca ou nenhuma experiência.

Também falamos muito sobre como a economia do compartilhamento está quebrando monopólios e pode destruir indústrias seculares, como a automotiva. O presidente da Ford já fez essa advertência aqui. Deve ser por isso que essa mesma Ford está investindo pesadamente nessa área que, um dia, poderia derrubá-la.

Já faz algum tempo que a Ford tem em Londres um laboratório para um serviço de compartilhamento de veículos que agora ganhou um upgrade. A GoDrive oferece veículos para aluguel por minutos sem a necessidade de se devolver o carro no mesmo lugar onde você o pegou. O serviço usa modelos Fiesta e Focus elétricos e por enquanto está disponível apenas para 2.000 pessoas que comprtilharão os cinquenta carros disponíveis em vinte lugares na cidade.

O “taximetro” que mostra o valor do aluguel em tempo real é um app no smartphone e os cinco primeiros minutos são gratuitos para o usuário se entender com o carro e o sistema.

O interesse da Ford nesse tipo de serviço é inquestionável já que a empresa realiza testes parecidos em cidades da Índia, Alemanha e Estados Unidos.

A Daimler, fabricante da Mercedes e dos Smart está mais evoluida e possui uma iniciativa parecida, a Car2Go, em grandes cidades da Alemanha, Canadá, Europa e Estados Unidos, mostrando que a preocupação com a queda nas vendas de veículos por conta do compartilhamento é real e deve ser compensada entrando-se nesse jogo.

O custo por minuto de um aluguel desses é de aproximadamente US$ 0.40 com descontos importantes em períodos maiores como horas ou dias.

Seguramente veremos vários outros serviços similares aparecendo, alguns deles vindo de montadoras como a Daimler e a Ford, outros vindo de empreendedores sem ligação com montadoras e outros vindo de empresas como o Google, que nada tem originalmente com esse mercado mas que entende que deve estar presente em qualquer área que represente uma oportunidade de fazer um grande negócio.

5 comentários sobre “Ford, Daimler e o compartilhamento de veículos: se não se pode vencê-los, junte-se a eles

  1. Pingback: A economia do compartilhamento e a mobilidade urbana | Panora

  2. Pingback: Possuir carro vai ser um hobby | Panora

  3. Pingback: 2 | A Nova Economia e o Novo Consumo | Panora

  4. Pingback: A velha indústria e os jovens do milênio contra o Detran | Panora

  5. Pingback: PanoraMix#13 | Paco Torras | PANORA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s