Depois dos táxis e hotéis, a vez dos restaurantes. Eatwith quer que qualquer um tenha seu restaurante particular

Da mesma forma que o Airbnb e o Uber abriram oportunidades para que qualquer um pudesse alugar seu imóvel ou carro de forma fácil e direta – a famosa economia do compartilhamento – o Eatwith quer que quem goste de cozinhar possa abrir sua casa para receber convidados, exibir suas habilidades culinárias e, claro, ganhar dinheiro com isso.
A empresa fundada em 2012 criou um marketplace entre cozinheiros amadores e clientes que se encontram para compartilharem um evento social ao redor de uma refeição preparada exclusivamente para o grupo.
Para os cozinheiros amadores é uma oportunidade de abrir suas casas para conhecer novas pessoas, compartilhar seus dotes culinários e ainda faturar algum. Quem senta à mesa tem uma experiência bem diferente dos tradicionais restaurantes e a chance de compartilhar algo em comum com desconhecidos.
Antes de conectar as duas pontas a Eatwith faz uma verificação prévia dos cozinheiros para garantir que eles possuem conhecimento e condições de receber os convidados em suas casas. Cada casa e menu são revisados pela empresa antes de serem publicados no site. E o processo de avaliação de novos anfitriões é bem difícil pois apenas 4% dos pretendentes são aprovados pelo site. Além disso os convidados são incentivados a avaliar a experiência depois que participam de algum dos eventos.
Validação prévia pela plataforma e avaliação posterior pelo cliente são dois dos pilares que sustentam, diferenciam e valorizam os novos negócios desse tipo.

Poucas coisas são mais sociais do que compartilhar uma refeição, e iniciativas como essa só mostram que a tecnologia pode muito bem aproximar as pessoas não só através da internet, mas também fisicamente, ao redor de uma mesa, onde afinal foi onde tudo começou.

O Eatwith já está em mais de 30 países e 150 cidades. Se você gostou da proposta, já há no Brasil chefs amadores abrindo suas casas e cozinhas em Brasilia, Rio de Janeiro e São Paulo.

3 comentários sobre “Depois dos táxis e hotéis, a vez dos restaurantes. Eatwith quer que qualquer um tenha seu restaurante particular

  1. Pingback: A Nova Economia e a Nova Sociedade | Panora

  2. Pingback: 7 | Três negócios disruptivos que você precisa entender | Panora

  3. Pingback: 6 | Três negócios disruptivos que resumem tudo | Panora

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s