Como energia solar e rede de celulares podem transformar as bibliotecas

Não faz muito tempo, ter um telefone próprio numa pequena cidade ou numa área rural era praticamente impossível. Muitas vezes o único telefone disponível era o da padaria ou do boteco.

Eletricidade não era muito diferente. Instalar e manter postes e fios por quilômetros e quilômetros para atender muitas vezes apenas alguns poucos domicílios não é exatamente um negócio lucrativo.

Se na infraestrutura básica já não é fácil, imagine com equipamentos culturais como bibliotecas? Imagine as dificuldades de montar, manter e atualizar bibliotecas em pequenas cidades ou localidades distantes?

E isso piorou com a internet. Acesso à informação passou a fazer parte do pacote básico de serviços, como são água, energia, educação e saúde e quanto mais informação você consome, mais energia e dados quer consumir.

Mas essas dificuldades todas estão rapidamente desaparecendo.

O telefone talvez tenha sido o primeiro a mudar completamente. Hoje não é só possível mas perfeitamente viável técnica e financeiramente criar uma infra de telefonia celular em áreas onde até pouco tempo não havia nem telefonia fixa. Antenas, as chamadas ERBs, podem atender de um lado quem está passando numa rodovia e do outro quem mora na cidadezinha atrás do morro onde só se chega por estrada de terra. O modelo de tarifação pré-pago também ajudou dispensando o uso de contas enviadas por correio ou pagamento de boletos em bancos.

Mas como carregar a bateria desses celulares se em muitas cidades dessas tampouco há luz para todos? Aí vem a segunda grande revolução que ainda está apenas começando.

Há décadas a pesquisa sobre placas que captam a luz do sol e a transforma em energia é uma área de enorme interesse e investimento. O baixo rendimento dessas placas até agora não compensava o seu uso já que o custo de geração e distribuição de energia pelos meios convencionais – hidroelétricas e redes de transmissão, por exemplo – ainda era mais baixo. Mas isso mudou muito rápido.

Recentemente novas tecnologias levaram ao desenvolvimento de uma placa que é capaz de converter tanta energia do sol que torna a geração solar viável até para pequenos consumidores em áreas urbanas. Aliadas às novas baterias que estão também sendo desenvolvidas, em breve será possível ter uma casa completamente desconectada de rede elétrica pública. De fato isso já é possível, só não era rentável onde já existisse eletricidade.

Com as redes de celulares e a questão energética resolvidas, há uma maneira bastante simples de solucionar o problema das bibliotecas. Com e-books.

E-books são livros em formato eletrônico feitos para serem lidos em dispositivos como tablets e e-readers, bem como em computadores e até em smartphones.

Ao contrário do que muita gente pensa e do que é vendido por uma parte do mercado, e-readers não são tablets como o iPad. E-readers são dispositivos bem mais simples e baratos do que tablets. A tela é preta e branca, sem brilho, não possuemi um navegador de internet e sua bateria dura muito mais do que a de um tablet. Como diz o nome, um e-reader é um dispositivo pensado exclusivamente para leitura de e-books. Eles são conectados via internet a uma livraria ou biblioteca eletrônica de onde o usuário pode baixar e ler os livros que quiser. É este tipo de dispositivo que pode resolver a dificuldade de montar e manter uma biblioteca em áreas de baixa densidade demográfica, e consequentemente baixa demanda, ou em áreas de difícil acesso.

Claro que uma biblioteca dentro de um dispositivo é uma experiência completamente diferente da de frequentar uma biblioteca real, mas no momento é o que existe de melhor para distribuição e acesso a livros e a todo o conhecimento e cultura que isso pode proporcionar a qualquer um.
Num futuro não muito distante seguramente teremos bibliotecas holográficas que poderão ser ligadas e desligadas em qualquer lugar. Enquanto isso, e-readers conectados à bibliotecas pela internet usando a rede celuar é a melhor solução.

Então, o que celulares, energia solar e e-books têm em comum?

São três soluções tecnológicas que resolvem problemas básicos e melhoram a vida de todos, independente de classe social ou localização.

Em grande parte essas soluções foram desenvolvidas por empresas privadas com apoio de universidades privadas e algum incentivo público, principalmente com isenção de impostos e geração de empregos.

No caso das placas solares, há uma tremenda pressão por soluções de geração de energia limpa e renovável por mais sensível aos preços do petróleo que esse tipo de energia seja. Não foi a pressão de quem não tem energia em casa que tornou essa indústria viável embora eles sejam os principais beneficiados por ela. Quem já tem luz pode agora optar por outra fonte seja por motivos ecológicos, econômicos ou os dois.

Os benefícios da rede celular são bem mais evidentes e literalmente palpáveis. Milhões de pessoas que até pouco tempo atrás talvez tivessem que caminhar quilômetros para fazer uma simples ligação, agora têm na palma da mão um aparelho que conectado ao mundo, inclusive pela antiga voz. Mas a rede celular viabiliza muito mais, permitindo o acesso a internet e o tráfego de dados entre indivíduos – mensagens, imagens e sons – e viabilizando outros inúmeros negócios como…as bibliotecas de e-books.

Acesso à informação, educação e cultura através de e-readers e tablets é a cereja do bolo disso tudo e virtualmente impossível sem os dois outros avanços tecnológicos. Conseguir botar praticamente qualquer livros nas mãos de quem até ontem mal tinha luz em casa, é uma tremenda conquista.

Então, na próxima vez que você abrir um livro de papel daquele seu autor favorito, lembre-se que talvez alguém no interior do Brasil, vivendo a três dias de barco de qualquer cidade, pode estar lendo o mesmo livro. Tudo isso graças à energia solar e aos celulares.

Um comentário sobre “Como energia solar e rede de celulares podem transformar as bibliotecas

  1. Pingback: PanoraMix #03 | Paco Torras | PANORA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s